Compartilhe esse Artigo

Compartilhe com DeliciousCompartilhe com DiggCompartilhe com FacebookCompartilhe com Google PlusCompartilhe com StumbleuponCompartilhe com TechnoratiCompartilhe com TwitterCompartilhe com LinkedIn

cabecalhoboletim

Associação Paulista de Engenheiros de Segurança do Trabalho - APAEST

Rua Genebra, 25 • CEP 01316-901 • São Paulo • SP • Tel: (11) 3113-2609

Santos, setembro de 2011 - Ano I - Nº 002

Sistema Anchieta-Imigrantes tem falsa segurança

Foto: Beatriz Arruda

foto15

 O acidente que matou uma pessoa, feriu mais de 50 e envolveu mais de 100 carros na rodovia dos Imigrantes, sentido Santos-São Paulo,

no dia 15 de setembro último, poderia ter sido evitado. A avaliação é do presidente da ApaestCelso Atienza(foto), para quem incluir a Engenharia de Segurança no planejamentodo projeto da rodovia é fundamental para prever situações excepcionais e para se ter um plano de monitoramento e ação. Acompanhe, a seguir, a entrevista de Atienza.

  

* Clique aqui para ver fotos do acidente


foto14foto16

Apaest – É realmente do nevoeiro a culpa pelo acidente do dia 15 na Imigrantes?
Celso Atienza – Não, a culpa não é do nevoeiro. O nevoeiro é uma condição climática, que é de conhecimento de todos. O que falta é um plano de ação de emergência para que as ações sejam implementadas durante o acontecimento. Então, se eu tivesse um sistema metereológico já identificaria com duas horas de antecedência o fenômeno e tomaria as devidas providências.

Apaest – Então, é um acidente que poderia ter sido evitado se fossem tomadas medidas de segurança.
Celso Atienza – Sem dúvida. O acidente já deveria ter sido previsto no projeto. A engenharia de segurança não foi incluída no planejamento para realizar o projeto. Então, o sistema de segurança da estrada está falho e temos inúmeras possibilidades de outras ocorrências, além do nevoeiro.

Apaest – Podemos dizer que foi um “acidente anunciado”.
Celso Atienza – A tragédia foi anunciada. Como não tem um sistema de monitoramento e plano de ação de emergência para atuar, segundo as informações tecnológicas que, no momento, não existem, então não se faz nada. Mas não se pode culpar o nevoeiro que veio de repente. O nevoeiro não vem de repente, ele vem numa alteração climática que tem de ser monitorada constantemente pelo tipo que é a Serra do Mar. Então, teríamos de ter outras tecnologias para serem implementadas.

Apaest – A Engenharia de Segurança pode ser uma aliada na melhoria das condições de trafegabilidade das estradas?
Celso Atienza – O que se discute nesse Brasil é sempre a consequência. Então, pergunto: para que se paga um pedágio alto? Ele tem de dar retorno de melhor estrada. Nós não conhecemos esse plano de ação. Uma das medidas nessa situação de nevoeiro, por exemplo, é impedir o acesso dos caminhões. O caminhão precisa de uma distância muito grande para fazer a sua parada quando freia.

Apaest – Prestar um serviço com segurança, como no caso da Ecovias, é caro?
Celso Atienza– Não. O serviço não é caro ou barato. O problema é o retorno que isso dá e a preservação de vidas humanas.

Apaest – Então deve estar faltando cobrança por parte do governo do Estado?
Celso Atienza – Isso. Está faltando um planejamento para que se inclua a Engenharia de Segurança nos projetos.

Apaest – Hoje, o senhor avalia que o Sistema Anchieta-Imigrantes não oferece segurança?
Celso Atienza – Ele tem uma falsa segurança. Se tiver um tempo bom, o trânsito rápido, ele é um sistema que funciona. Agora eu diria que o sistema é vulnerável a situações excepcionais, que devem ser previstas. E isso é o trabalho da Engenharia de Segurança, prever, se antecipar aos riscos e não admitir que nada possa ocorrer de diferente.

Apaest – A Engenharia de Segurança trabalha com a prevenção.
Celso Atienza
 – Ela trabalha com a antecipação dos riscos. E a antecipação prevê monitoramento, porque temos três linhas de ação na Engenharia de Segurança: reconhecer o problema, avaliar a extensão do problema e controlar com medida de proteção coletiva os problemas encontrados. Todo sistema tem falha e nós precisamos saber quais são e ter um plano de emergência para atuar.


Eventos
Apaest participa de feira de segurança que atraiu mais de 50 mil visitantes

Estande da APAEST 

foto17

A Apaest participou, com a montagem de estande, da 4ª Expo Proteção – Feira Internacional de Saúde e Segurança no Trabalho, realizado em agosto último, em São Paulo. A Feira atraiu mais de 50 mil visitantes, superando todas as expectativas dos organizadores.

Thais Maria Diehl Santiago, diretora da Apaest, participou da Expo Proteção e conta que o estande da Associação recebeu a visita de engenheiros, técnicos, tecnólogos e empresas que fornecem equipamentos de segurança e que fazem treinamento de pessoal.

A Apaest participou, com a montagem de estande, da 4ª Expo Proteção – Feira Internacional de Saúde e Segurança no Trabalho, realizado em agosto último, em São Paulo. A Feira atraiu mais de 50 mil visitantes, superando todas as expectativas dos organizadores.

Thais Maria Diehl Santiago, diretora da Apaest, participou da Expo Proteção e conta que o estande da Associação recebeu a visita de engenheiros, técnicos, tecnólogos e empresas que fornecem equipamentos de segurança e que fazem treinamento de pessoal.

Estande da APAEST

Ela afirma que esse tipo de ação aproxima a entidade da sociedade, abre suas portas para o estabelecimento de parcerias, recepção de denúncias de irregularidades, promove o engajamento dos profissionais nas reivindicações da categoria. "Quebramos uma barreira e mostramos que a Apaest está de portas abertas, isso estimula o profissional a se associar e a participar das nossas atividades”.

* * * * * * * * * *

INFORMES


* Os profissionais da Engenharia devem ficar atentos às várias mudanças que ocorrem nas Normas Regulamentadoras (NRs). 
...............................

* O advogado Clovis Veloso de Queiroz Neto, da área de Segurança e Saúde no Trabalho, da Confederação Nacional da Indústria (CNI), informa algumas dessas mudanças: 

PORTARIA SIT/MTE N.° 252, DE 4 DE AGOSTO DE 2011 - Constitui a Subcomissão de Postos Revendedores de Combustíveis. 

PORTARIA SIT/MTE N.° 254, DE 4 DE AGOSTO DE 2011 - Altera a Norma Regulamentadora n.º 18 (Indústria da Construção), aprovada pela Portaria MTb n.º 3.214, de 8 de junho de 1978.

PORTARIA SIT/MTE N.° 253, DE 4 DE AGOSTO DE 2011 - Altera a Norma Regulamentadora n.º 25 (Resíduos Industriais).
............................... 

* O Centro de Difusão Científica e Tecnológica em Segurança contra Incêndio informa que estão abertas inscrições para o curso “Formação do Gestor do Plano de Segurança contra incêndios nas empresas”. Para mais  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou inscrição clique aqui.


 Informativo da Apaest - Associação Paulista de Engenheiros de Segurança do Trabalho. 
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ...........Site: www.apaest.org.br/portal
Jornalista: Rosangela Ribeiro Gil (MTb 15971))..........Editoração: Carlos Roberto Cordeiro

Boletim

Coleção Monticuco

banner joomla 30 made easy2

Marco Regulatório

Nossa Missão

A APAEST atua na defesa de seus associados, fortalecendo a engenharia de segurança do trabalho, promovendo o desenvolvimento sustentável na comunidade, incluindo a melhoria das condições de trabalho e a preservação do meio ambiente e da integridade física dos trabalhadores.

Nossa Visão - Promover ambientes de trabalho seguros, utilizando técnicas de engenharia de segurança nos projetos de engenharia.